Entrada > Cursos > Mestrados > Mestrado em Cinema e Fotografia - Especialização em Cinema Documental e Experimental

Mestrado em Cinema e Fotografia - Especialização em Cinema Documental e Experimental

 

O mestrado em Cinema e Fotografia da Escola Superior de Media Artes e Design (ESMAD) do Instituto Politécnico do Porto (IPP) promove o desenvolvimento de competências ao nível da pesquisa, da concetualização teórica, da criação artística e da prática de projeto, tendo como objetivo formar profissionais com qualificação superior nas áreas da fotografia e do cinema documental, experimental e de ficção.

O curso é uma referência de qualidade no ensino superior nas suas áreas de especialização, combinando vocação artística com rigor técnico. Dispõe de instalações e equipamentos modernos, de modo a proporcionar aos seus estudantes os meios tecnológicos e logísticos para a concretização de projetos académicos ambiciosos, contando com o apoio de um corpo docente qualificado e experiente.

 

horario-misto
Acreditado por: 3 em
07/12/2022

Consultar relatórios em www.a3es.pt

Número: R/A-EF 797/2011/AL03 DE 24-02-2023
Data:
01/01/2001
1º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Especialização Avançada I (Cinema) 1º Semestre 7.0
Estudos Fílmicos 1º Semestre 16.0
Metodologias de Investigação 1º Semestre 7.0
Especialização Avançada II (Documentário e Experimental) 2º Semestre 25.0
Gestão de Projeto e Legislação 2º Semestre 5.0
2º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Projeto/Dissertação/Estágio (Documentário e Experimental) Anual 60.0
  •   O diplomado terá competências profissionais nas diversas áreas do cinema e fotografia: realizadores, produtores, diretores de fotografia, diretores de som, editores, técnicos dos diferentes departamentos do audiovisual no cinema, na televisão e na publicidade
  • fotógrafos, consultores e editores de imagem, profissionais de gabinetes de imagem
  • investigadores e docentes nas áreas da comunicação audiovisual, cinema, fotografia e estética.

Titulares de Licenciatura organizada em 180 ECTS ou equivalente legal; titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este processo; titulares de um grau académico superior estrangeiro, que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Técnico-Científico; detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos; titulares de Licenciatura Bietápica ou Licenciatura organizada em 300 ECTS ou equivalente legal.